Criado novo Perímetro de Ordenamento Agrário da Zona Central de São Miguel

Ponta Delgada 31-03-2008

O Governo dos Açores anunciou, hoje, a criação do Perímetro de Ordenamento Agrário (POA) da Zona Central de São Miguel, que terá uma área de 7.800 hectares até agora afecta aos perímetros de Maia/Fenais da Ajuda, Vila Franca do Campo e zona geminada.

A decisão do Executivo foi revelada pelo secretário regional da Agricultura e Florestas na cerimónia de apresentação do Projecto do Sistema Integrado de Abastecimento de Água ao P.O.A. da Zona Central da Ilha de São Miguel, que vai incluir a construção de 93 quilómetros de condutas e redes de distribuição, além dos sistemas de captação e armazenamento com um custo total da execução orçado em cerca de seis milhões de euros.

Para Noé Rodrigues, o projecto agora apresentado através da IROA SA significa “um grande investimento estruturante para a actividade agro-pecuária e para o ordenamento agrário, que permitirá a redução dos custos das explorações, o aumento da qualidade das produções e para impulsionar as operações de reestruturação fundiária”.

Este projecto vai viabilizar o imediato lançamento a concurso dos caminhos da Coroa, com uma extensão de 6,5 quilómetros, cuja beneficiação e construção da rede de águas está orçada em 900 mil euros, caminho do Vale Grande, com uma extensão de 6,5 quilómetros e cuja beneficiação e construção da rede de águas está orçada em 1,3 milhões de euros e a elaboração de projectos de beneficiação dos caminhos da Macieira, Roda do Pico das Vacas e Achada/Marquês, com uma extensão total de cerca de seis quilómetros.

O Sistema de Abastecimento de Água projectado foi dimensionado para cerca de 10 mil cabeças de gado, das 17 mil existentes nesse POA.

Trata-se de um projecto por fases sequenciais uma vez que, para além dos seis milhões de euros a investir no abastecimento de água, serão aplicados mais nove milhões de na construção de caminhos importantes neste Perímetro de Ordenamento Agrário.

Partilhar Notícia